Hitórico maravilhoso das Escolas de Samba

A História Das Escolas De Samba É Cheia De detalhes, Da Sua Origem Ao Início Das Competições.

Até o início do século XX, o Carnaval do Rio era focado em valsa, polcas, mazurcas e músicas escocesas. Poloneses, ciganos, afro-brasileiros e judeus-russos, que também formavam a classe trabalhadora da comunidade, compuseram o ritmo e a harmonia. Esses povos, convenientemente, se fixaram no Rio entre estaleiros, situados nos morros. O lugar que eles ocuparam foi carinhosamente chamado de Pequena África, o que contribui bastante para a história do samba. Eles trouxeram os passos de dança hipnotizantes tradicionais da Bahia e os fascinantes movimentos do candomblé, que eram realizados nas cerimônias religiosas,

Como as religiões africanas foram banidas em um Brasil católico, o samba não foi aceito pelos aristocratas por um longo tempo. O desfile de estilos das escolas de samba é uma imitação dos desfiles de grupos, que se apresentavam no século XIX. Mestre-sala e porta-bandeira, carros alegóricos, comissão de frente e enredos eram elementos do carnaval daquela época. Agora eles assumem grande importância como componentes do Carnaval das escolas de samba.

As primeiras escolas de sambas conhecidas

Um grupo chamado Deixa Falar do Estácio, bairro localizado nos morros entre a Praça Onze, foi o primeiro a ser chamado de escola de samba, de acordo com a história. Eles utilizaram o nome porque o grupo se encontrava próximo a uma escola local. A Deixa Falar foi fundada em 1926, e a segunda escola a seguir o exemplo foi a Mangueira, em 1928. Mais tarde, o grupo Deixa Falar se desfez e se reorganizou sob o nome de Estácio de Sá. As escolas criam um espírito de fraternidade entre as pessoas da comunidade.

Escolas de samba famosas no Rio

 De acordo com a história do samba, as escolas do Rio de Janeiro pertenciam aos clubes de futebol e há muitos times famosos hoje em dia. As escolas foram criadas em áreas onde os clubes jogavam. Nas competições, as escolas de samba das décadas de 1920 e 1930 viram muitas vitórias e fracassos. Por isso, ano após ano, elas gastam muito tempo criando algo único para o desfile. Unidos da Tijuca, Salgueiro, Grande Rio, Mocidade, Portela e Beija-Flor são algumas das escolas de samba mais famosas de hoje.

O início das competições

As competições ganharam um papel importante no Carnaval do Rio e na história do samba no início do século XIX. Em 1929, a Deixa Falar desfilou na Praça Onze. No ano seguinte, cinco escolas seguiram o mesmo caminho, mas a Deixa Falar acabou vencendo os dois anos. Com o passar do tempo, o número de competidores no desfile aumentou para cerca de 19. O Globo, que é o maior jornal do Brasil, patrocinou os desfiles de 1932 e 1933 e criou uma lista de quesitos para julgar os desfiles no Carnaval.

Competições atualmente

Todos os anos, a competição fica mais acirrada. As escolas de samba têm 80 minutos para realizar seu desfile no Sambódromo. As escolas competidoras do Grupo de Acesso, também conhecido como Grupo de Ouro dão o seu melhor e fazem desfiles empolgantes na esperança de se juntarem ao grupo das melhores competidoras. Uma seleção de doze escolas de samba, o famoso Grupo Especial disputa durante dois dias para vencer a competição. A terça-feira de Carnaval é dedicada ao desfile infantil, para exibir música, teatro, dança, história do samba e arte.

Músicas e enredos de Carnaval

Todas as escolas de samba apresentam histórias, que são o enredo. Os enredos variam entre política, esportes, história e artes com uma exibição espetacular de fantasias coloridas, coreografias e músicas de Carnaval. As competições são inovadoras e cheias de surpresas para o público. É dito na história do samba que os africanos passaram a cadência do samba aos brasileiros durante o período dos escravos. Atualmente, isso forma uma parte importante do patrimônio cultural brasileiro. As maiores escolas de samba são compostas de percussionistas, passistas, músicos e artistas talentosos com cerca de 3 mil pessoas. Muitos integrantes trabalham nos bastidores para cuidar dos menores detalhes do desfile, para assegurar que os participantes saiam com o grande prêmio.

Datas e local do Carnaval

Do início da história dos desfiles de escola de samba até 1984, as ruas do Rio de Janeiro eram o palco principal. Então, Oscar Niemeyer, um renomado arquiteto, construiu o Sambódromo. O Carnaval no Rio é sempre marcado para 40 dias antes do domingo de Páscoa de acordo com o calendário católico. Como a data da Quaresma difere a cada ano, as datas de Carnaval, também.

Carnaval do Rio

Participe da diversão! Assine e receba promoções de ingressos, hotéis, aéreo e pacotes de carnaval.
security code